Tratamento de Resíduos Hospitalares - A importância para a vida humana e o meio ambiente

Como já foi citado anteriormente, a produção de detritos hospitalares cresceu com a proliferação da Covid-19. Isso ocorreu devido a alta demanda de tratamentos em pacientes contaminados.

Com esse aumento, os hospitais se viram obrigados a buscarem soluções mais eficientes no tratamento de resíduos hospitalares. Métodos que proporcionam maior segurança à vida humana e ao meio ambiente foram os mais adotados.

No entanto, alguns estabelecimentos ainda estão em dúvida sobre qual gerenciamento escolher, pois as opções são vastas. Contudo, nem todas oferecem a eficácia necessária na preservação ambiental.

Já outras, acabam colocando em risco a vida dos profissionais encarregados das tarefas relacionadas a esses materiais. Sabendo disso, fica o questionamento, qual o melhor tratamento de resíduos hospitalares?

Continue a leitura desse conteúdo e conheça o método mais indicado para a conservação do meio ambiente, bem como a proteção da vida humana:

Tratamento de Resíduos Hospitalares - A importância para a vida humana e o meio ambiente

Como sabemos, realizar o correto tratamento dos resíduos gerados durante o cotidiano hospitalar é de extrema importância. Esse gerenciamento é necessário, não somente para a proteção da vida humana, como também para a preservação do meio ambiente.

Isso porque, por mais que existam uma boa variedade de métodos de tratamento, nem todos possuem a eficácia necessária na desintoxicação dos materiais. Dessa forma, a emissão de gases ou líquidos nocivos contribuem para a poluição da flora do planeta, colocando em risco a fauna ambiental.

O descarte de detritos não tratados corretamente prejudicam também os recursos naturais do planeta. Essa prática pode acabar tornando esses recursos escassos ou muito poluídos. Dessa maneira, tanto a qualidade de vida das atuais gerações, quanto das futuras, é altamente prejudicada.

Isso tudo só frisa ainda mais a necessidade do correto tratamento de resíduos hospitalares. Mas entre tantas opções nesse gerenciamento, qual a melhor e por que?

Método de tratamento Sterilwave

O método de tratamento Sterilwave, ou tratamento por micro-ondas, é o mais indicado no gerenciamento desses detritos atualmente. Isso porque, esse método não oferece riscos à saúde dos profissionais que irão ter contato com o aparelho.

Da mesma forma, por se tratar de um serviço interno, não há necessidade do transporte dos detritos. Sendo assim, profissionais antes encarregados de realizar a coleta e o transporte, agora não são expostos aos riscos dessa tarefa.

Além disso, o Sterilwave não emite gases, ou líquidos nocivos ao meio ambiente, o que ajuda em sua preservação. Para garantir uma total desinfecção dos materiais, o equipamento possui pás giratórias que misturam os resíduos. Dessa forma, todos os objetos são alcançados e desinfectados da mesma maneira.

Outro ponto importante no tratamento de resíduos hospitalares por micro-ondas, é a redução dos materiais. Sendo assim, após o uso, os resíduos são diminuídos em 80% de seu volume original e 20% em seu peso.

Tudo isso feito através de um processo independente, não necessitando da intervenção humana. Sem contar que a internalização do gerenciamento desses detritos oferece maior economia ao estabelecimento. Isso ocorre devido a não necessidade da contratação de equipe terceirizada.

Hospitais de todo o mundo já estão adotando essa solução no tratamento de seus detritos. Quer internalizar o gerenciamento dos seus detritos, economizar e ajudar na preservação ambiental? Para isso, acesse o site da Medlux e conheça mais sobre essa e outras soluções.

Gostou do conteúdo? Leia outros artigos sobre tecnologia hospitalar, você pode conferir: Tratamento de resíduos hospitalares: qual sua importância?